sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Discurso na Praça


O rapaz passa pela praça;
o relógio da torre marca o tempo do discurso
que um velhinho se põe a fazer.
E ele grita:
"Amigos, amai-vos,
pois hoje é o dia
em que toda a harmonia
concentra-se de repente
no fundo da gente
e ascende ao limite da mente,
e transborda pelos poros da alma.
Amigos, amai-vos uns aos outros,
pois o amor se é plantado, brota;
e brota como a mais imponente árvore
que alguém já sonhou;
e vai ao encontro do céu,
o infinito espaço real,
para lá de cima deixar
mais
sementes
caírem
sobre a terra do mundo
e sobre mais corações,
transformando-os em terrenos fecundos
do melhor sentimento oriundo
da perfeição magnífica do ser
que somos e não sabemos,
pois tentamos não ver
que a perfeição existe
bem dentro da gente.
Amigos, amai-vos,
pois somos um só todos nós...
Se não vos amai,
seremos ainda um só,
e seremos, que pena, tão sós,
e isso não queremos,
pois então, amai-vos.
"O rapaz até que escutou
o que o homem acabou de dizer,
mas está atrasado, que pena...
não dá tempo de tentar entender.


(por Marques Montanhes)

Susana nº14


Foto tirada por:
Sandra Patricia

3 comentários:

Susana disse...

Achei muito interessante este texto, pois fala precisamente da retórica.

:) e o quanto ela pode ser massativa =D


A foto é original atenção!
:)

Modelo:Susana
Fotografa:Sandra Patricia

Ana Pimenta disse...

A modelo podia ser melhor =)

Verónica Fraga nº18 disse...

O texto está lindo, a foto está espectacular, agora a modelo?????

Na brincadeira gostei de tudo, esta foto ficava espectacular no trabalho...!!!!=)

Beijinhos*