quarta-feira, 24 de dezembro de 2008


Queria desejar a todos os meus colegas, amigos, familiares e professores;
A todos aqueles que fazem parte da minha vida, completam-na e tornam-na perfeita:

Um Feliz, Excelente, Brilhante, Magnífico e Belíssimo Natal e um Póspero Ano Novo cheio de amor e companheirismo.

Aproveitem a festa mais bela do ano: o Natal.
Hoje é dia 24 de Dezembro e sinto-me como uma criancinha ansiosa por reunir a família em torno de uma mesa coberta por uma toalha vermelha; por terminar a decoração do pinheiro que ilumina a sala; por descobrir o que escondem aqueles embrulhos misteriosos debaixo dos ramos protectores da árvore de Natal; por saborear o queijo do qual provém o cheiro forte que me acciona as glândulas salivares;por ligar a televisão e as cores serem todas vermelhas e verdes, o Pai Natal aparecer em cada instante e os filmes americanos serem todos emoldurados por pequeninos flocos de neve; por...; por...; mas, o mais importante, por sentir o odor a Natal que é inexplicável e sentir que todos estamos juntos na mesma celebração, mesmo existindo entre nós quilómetros e quilómetros de distância!!!!!

Queria mandar um abraço e um beijinho a todos aqueles que sofrem e desconhecem a beleza do Natal, pois, para já, o Natal só chega às famílias com menos dificudades... (e este é o senão da época descrita)...

Verónica Fraga nº18

2 comentários:

11ºE disse...

Nao tem identificado o autor desta postagem, mas tenho a certeza que é da Verónica Fraga:)
É mt lindo o Natal, mas já não é como era dantes.
tambem estou morta por saber o que esta dentro dos presentinhos e sim a televisão fica um mimo com todos estes filmes , onde a neve cai cai cai onde o Pai natal ronda :P
Ainda ontem fui ao shopping e vi o Pai Natal e tenho sempre a mesma expressão e digo sempre o mesmo a minha mae digo :" Olha ó Pai natal " :o Hehehe.
Beijinhos Marina

11ºE disse...

Pois, esqueci-me de pôr o nome. Sou eu, sim =)também adoro ver o pai natal, faz-me recordar aqueles tempos bonitos de criança, onde era só inocência e eu acreditava em tudo sem pestanejar .... Aí a felicidade era total!!!! O Natal lembra-me isso tudo, por essa razão adoro-o acima de todas as festas!

Beijinhos Verónica Fraga (desta vez assinei)