quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

A morte não é nada para nós, pois, quando existimos, não existe a morte, e quando existe a morte, não existimos mais. - Epicuro

Tudo o que sei é que devo morrer em breve; mas o que mais ignoro é essa mesma morte, que não saberei evitar. - Blaise Pascal

O pensamento da morte engana-nos, pois faz-nos esquecer de viver. - , Luc de Clapiers Vauvenargues

Vera Teixeira nº17

1 comentário:

Verónica Fraga nº 18 disse...

Concordo com a última afirmação. As pessoas preocupam-se tanto com a morte e com o "juízo final" que se esquecem de viver realmente, que se esquecem de praticar o bem sem pensar nas consequências benéficas que essa atitude trará.

O medo da morte é tão grande que o ser Humano ocupa grande parte do seu precioso tempo a pensar, não no entusiasmante mistério da morte, mas no terrível facto de irem morrer mais cedo ou mais tarde.

A vida é muito mais do que tremores devido a algo natural que faz parte de nós; a vida é uma dádiva e, se não for aproveitada da melhor forma, de nada nos vale tomar todas as precauções para evitar o destino fatal!

Vamos viver sem medos, vamos praticar o bem da forma menos egoísta possível: sem pensar nas consequências!

Beijinhos*