quinta-feira, 28 de maio de 2009

A ciência, os poderes e os riscos/impacto do desenvolvimento do conhecimento científico e tecnológico



Hoje em dia e cada vez mais vivemos numa “sociedade tecnológica”. A verdade é que o desenvolvimento científico e tecnológico traz vantagens e desvantagens, digo isto, na medida em que nos oferece melhores condições de vida e nos permite ultrapassar algumas dificuldades. Contudo, é necessário estabelecer limites, pois, um progresso tecnológico e científico sem limites vai contra valores humanos.
A ciência é essencial, na medida em que oferece bens e descobertas necessários para o desenvolvimento do país e para vários sectores industriais (desenvolvimento de técnicas, desenvolvimento da medicina, desenvolvimento de novos meios de comunicação e divertimento), sobretudo raciona projectos que contribuem para uma melhor qualidade de vida.
Em contrapartida, traz desvantagens na medida em que a ciência pode ultrapassar o ser humano. Se isto acontecer, a vida humana está em perigo, pois, a ciência apesar de ser desenvolvida e pensada pelo homem, pode em consequência, de não ter limites, virar-se contra o homem.
Exemplo de uma situação em que a ciência ultrapassa o ser humano é o filme “ I robot”.
É necessário estabelecer objectivos, para que possamos usufruir da ciência e da tecnologia, sem romper com princípios e valores humanos, e para que possamos retirar mais vantagens que desvantagens.
Outra desvantagem é a dependência científica do ser humano.
Cada vez mais, a ciência e atecnologia substituem as capacidades do homem fazendo com que este se desvalorize quando comparado com uma máquina (que produz mais e em maior quantidade) o que contribui para o desemprego em todas as actividades, desde a indústria á agricultura.
A ciência é o estudo rigoroso da natureza de acordo com um método científico estabelecido, já a técnica é a aplicação do conhecimento científico para conseguir um resultado prático.
Podemos e devemos desenvolver científica e tecnológicamente, mas com limites.


Vera Mónica Fernandes Teixeira.
Nº17
11ºE

6 comentários:

José Carlos disse...

Obrigado pelo teu texto, gostei muito e ajudaste-me num trabalho de filosofia de 10º ano :)

Anónimo disse...

mto obrigada, ajudaste-me no teste de filosofia do 11º sobre a ciencia :)

Anónimo disse...

OBRIGADÃO, A tua pala vou ter uma boa nota no trabalho :D

Anónimo disse...

muito bem feito esse texto. ajudoume muito para um trabalho de 11º

Anónimo disse...

"...traz desvantagens na medida em que a ciência pode ultrapassar o ser humano. Se isto acontecer, a vida humana está em perigo, pois, a ciência apesar de ser desenvolvida e pensada pelo homem, pode em consequência, de não ter limites, virar-se contra o homem."
Pensemos um bocadinho neste fragmento que daqui retirei, a ciência é um tipo de conhecimento (...) divulgado pelos entes humanos para os coadjuvar a evoluir... se há índoles de humanos ( se é que se podem designar por tal nome) que enfim... utilizam este bem contra a humanidade (bombas nuclear etc.) é porque tinha tal intenção, é consumado por nós igualmente.
A ciência ultrapassar o ser humano?? Nunca ultrapassa, porque a ciência é um abjecto de estudo de nós os seres humanos, se ninguém inventasse a bomba nuclear nao se iria confeccionar sozinha e matar milhões de pessoas (...) quanto aos robots são máquinas originadas por nós e as máquinas avariam, no entanto é preciso um ser racional para fabricar e consertar as máquinas!

Anónimo disse...

es um monte de merdaaa